Samsung cria software que controla TVs a partir de ondas cerebrais

Pesquisadores da Samsung desenvolveram um software que permite controlar configurações da TV com uso de ondas cerebrais. Apesar da tentadora ideia de poder mudar de canal apenas com o pensamento, o objetivo do projeto é outro: permitir que pessoas com deficiências físicas consigam navegar pela TV.

Desenvolvido pela Samsung da Suíça em parceria com o Centro de Neuropróteses da Escola Politécnica Federal de Lausana, na Suíça, o software usa ondas cerebrais para controlar recursos como canal e ajuste de volume em smart TVs da Samsung. A ideia é dar a pessoas tetraplégicas, por exemplo, controle sobre o aparelho.

Para emitir os comandos para a TV, o software da Samsung precisa ser calibrado para entender como o usuário se comporta quando quer fazer algo como escolher um filme. Ao usar um capacete com 64 sensores e um rastreador ocular que é conectado à TV, o sistema consegue determinar para onde a pessoa está olhando quando decide escolher determinado filme.

Esse é o protótipo atual - fruto de três meses de desenvolvimento. Os pesquisadores da Samsung planejam criar um sistema que não dependa do rastreamento dos olhos - ou seja, que consiga fazer tudo a partir das ondas cerebrais do usuário.

Mas a tarefa não é simples. "Uma das coisas que devemos levar em consideração é que todo mundo é diferente," explicou Ricardo Chavarriaga, um dos cientistas envolvidos no projeto. Assim, o sistema precisaria ser adaptado para cada usuário, considerando que cada pessoa tem cérebro de tamanhos diferentes.

Atualmente, a Samsung trabalha em tecnologias que usam ondas cerebrais para fins de acessibilidade, mas é possível que no futuro essa navegação seja a padrão de dispositivos? De acordo com Martin Kathriner, porta-voz da Samsung da Suíça, é pouco provável.

"Para nós, é uma ideia para a acessibilidade. Se vai ser aplicável para todos no futuro, eu não faço ideia," explicou ao site CNET. Ele explicou que inicialmente a Samsung planejava implementar a tecnologia em celulares, mas acabou adotando TVs por causa da tela grande, e por ser um dispositivo encontrado em praticamente todas as casas.

A partir de agora, pesquisadores da Samsung vão começar a preparar um segundo protótipo do sistema com previsão de conclusão para o primeiro trimestre do ano que vem. Depois disso, a coreana planeja levar a tecnologia para ser testada em hospitais na Suíça.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ